7.2.07

WILD IS THE WIND

(para ler ouvindo : wild is the wind - nina simone ou godspeed!black emperor ou explosions in the sky)

assoviou tanto que o chamaram de lobo. mas não derrubou. pelo contrario, pôs as vigas no lugar. o ranger da madeira quase umida, era melódico, mais do que isso, era perfume. tomava a pequena casa que não tinha forro. as rugas do velho tornaram-se ainda mais aparentes mesmo sendo pouco iluminadas pelo abajur opaco. era um sorriso inocente e agradecido. já não estava mais só.

felicidade que dura pouco é angustia. o vento tinha apenas a tarefa de preceder a chuva, sacudir os varais e preparar o solo. tudo com muita pressa pois os fardos eram grandes demais para as pequenas nuvens. nuvens que não sustentam fardos, molham pouco. uma visita mais objetiva do que a outra. restava a presença morna da umidade realizando o curso inverso, subindo em total silêncio, aquecendo os pés e depois as canelas da forma mais fria possivel.

foi então que as rugas deixaram de formar arcos enquanto ele prometeu na mais alta da vozes mentais, com os pés pouco ou nada cobertos pelo ralo barro, que não mais ia permitir que o silêncio e a ausência tomassem-lhe os sentidos.

despiu-se das roupas.
despiu-se do pó.
despiu-se da desconfiança que tinha nos joelhos.
despiu-se do medo.
despiu-se do formato da cadeira. do formato da casa.
despiu-se do frio que, so depois, descobriria não ter.
agora sentia a quente umidade formando gotas que corriam dos pés para os joelhos. sentia a chuva há alguns passos a frente. sabia que tinha ficado para trás. também sabia que o tempo corre lentamente para àqueles que esperam.
pulou! pulou sobre o telhado da varanda e, dali, para a copa da paineira espinhenta. e então para
o pinheiro e depois para a figueira. pulou sobre o capim, correuroloudançou, não podia explicar apesar de compreender plenamente, suas mãos foram tomadas, enquanto era envolvido pela melodia em total torpor: tinha a pele tocada - como um abraço leve e sincero- , o coração amolecido e os olhos cerrados. sentia o mais belo dos cinzas. sempre.

2 comentários:

ieve disse...

não intencionalmenmte eu estou escutando godspeed!black emperor. gostei muito dos teus posts. olá igor! :) eu to com saudade da lili. me conta onde ela tá? quando eu posso ver voces dois?
beijinho

natália disse...

nossa, igor. nossa. enadamais.
mas quase mudando de assunto, como tu escreve bem. me faz arrepiar e tantas outras reações que deixam minhas bochechas molhadas. aiai. chega a fazer mal, como no primeiro post... aiaiai. só você. absorto. hshs. amo tanto.